2.1.5. Resistência à Degradação Ambiental

Para o elemento de reforço manter-se íntegro durante a vida de serviço da obra, este deve ser fabricado com polímero resistente às condições encontradas no solo. No caso de haver substâncias agressivas em contato com o reforço, é recomendável a realização de ensaio de durabilidade, para a avaliação do comportamento do reforço. Embora a experiência tenha mostrado que o efeito da degradação do reforço tem sido mínimo (Palmeira, 1993) e, em alguns casos, a expectativa de durabilidade dos geossintéticos supere algumas centenas de anos (Koerner, 1998), é recomendada a utilização de fatores de redução para levar em consideração o efeito da degradação ambiental FRamb na resistência do geossintético, principalmente no caso de obras com longa vida de serviço.