3.1. Introdução

Os tipos de revestimento mais usados na proteção contra erosão são:

  • Naturais ou vegetados (grama, grama armada)
  • Flexíveis (rip-rap, gabiões, blocos pré-moldados, geocélulas)
  • Rígidos (concreto armado)

As geocélulas são uma excelente opção para proteção e controle de erosão, em relação às soluções convencionais. Podem ser preenchidas com solo e vegetação, com material granular ou com concreto. Em geral, o sistema de proteção contra erosão com geocélulas é disposto diretamente na superfície do talude, previamente preparada, e é fixado ao solo por grampos, quando o ângulo do talude for menor do que 45° (1V : 1H). Para aplicações envolvendo taludes mais íngremes a fixação deve ser através de canaleta de ancoragem na crista do talude e de grampos.

Vantagens do uso das geocélulas na proteção e controle de erosão:

  • Oferece proteção permanente.
  • Elevado confinamento do material de preenchimento.
  • Possibilidade de emprego do solo local.
  • Material de elevada durabilidade.
  • Diferentes opções do material de enchimento: vegetação, material granular, concreto.

A inclinação e a estabilidade interna do talude, o material de preenchimento, as precipitações pluviais e condições para irrigação, as características hidráulicas do fluxo da água subterrânea e a qualidade do solo de apoio, onde será feita a ancoragem, são algumas das variáveis que afetam o desempenho e a instalação da geocélula . Diante do grande número de fatores que podem interferir, para aplicações individuais, a definição dos parâmetros a serem utilizados deve ser feita com o auxílio de dados da engenharia, do meio ambiente e do projeto do local.