Aula Anterior Continue  

  5.9. Deformação do Reforço

A deformação máxima admissível no reforço, emax, deve ser limitada para assegurar que não ocorram recalques diferenciais na superfície do aterro, Figura 89a, o que pode causar problemas em aterros de pouca altura, nos quais o arqueamento do solo não pode se desenvolver totalmente.

A deformação de tração inicial no reforço precisa gerar uma força de tração. Um limite superior prático de deformação de 6% deve ser imposto para assegurar que todas as cargas do aterro sejam transferidas para as estacas. Para aterros de pequena altura, esse limite superior de deformação pode ser reduzido, para prevenir movimentos diferenciais na superfície do aterro.

A deformação de longo prazo (devido ao “creep”) do reforço deve ser estabelecida como mínima, para assegurar que as deformações localizadas, de longo prazo, não ocorram na superfície do aterro. O projeto deve especificar uma deformação máxima devido ao “creep” de 2% durante a vida de serviço do aterro.