Aula Anterior Continue  

  3.3. Reforço Basal com Geocélula

Avesani Neto (2013) mostrou que a geocélula tem potencial para aplicação em reforço de solos, em aterros sobre solos moles e em reforço de fundações. Além disso, esse autor comenta que entre os sistemas de reforço de fundações envolvendo geossintéticos (geocélula, geogrelha e fibras aleatórias), a geocélula, segundo a literatura e na maior parte das situações, destaca-se com melhor desempenho no reforço, tanto na redução das tensões transmitidas como na diminuição dos deslocamentos esperados. A maior eficiência do reforço com geocélula, deve-se ao sistema de confinamento celular, que, quando comparado a um reforço planar, apresenta rigidez significativamente maior.

O reforço basal com geocélula é particularmente efetivo, quando a camada de solo mole da fundação do aterro é pouco espessa, apresentando uma relação, da largura do aterro para a profundidade do solo mole, maior que quatro (BS 8006, 1995).

Uma vez que as condições de capacidade de carga tenham sido satisfeitas, a força de tração atuando no reforço constituído por geocélula pode ser determinada pelo método proposto por Avesani Neto (2013) ou pelo método de Low (1990) apresentado no item 3.1.1.